Quais os benefícios para o doente da associação de metformina com dapagliflozina comparativamente a outros antidiabéticos orais? Uma revisão baseada na evidência

Susana Rebelo, Ana Couto, Joana d’Orey Leça, Sofia Velho Rua, Paula Ferreira, João Fonseca, Rute Teixeira

Resumo



Objetivo: Comparar os efeitos da associação de dapagliflozina à metformina relativamente a outros antidiabéticos orais, em doentes com controlo inadequado com metformina em monoterapia.
Fontes de dados: Base de dados MEDLINE e sítios eletrónicos de medicina baseada na evidência.
Métodos de revisão: Pesquisa de estudos publicados entre janeiro de 2007 e março de 2017, em português, inglês e espanhol, utilizando os termos MeSH dapagliflozin; diabetes mellitus, type 2 e metformin. Para avaliação da qualidade dos estudos e força de recomendação foi utilizada a escala Strength of Recommendation Taxonomy, da American Family Physician (SORT).
Resultados: Da pesquisa obtiveram-se 59 artigos, dos quais oito preencheram os critérios de inclusão: uma revisão sistemática, uma meta-análise, cinco ensaios clínicos e uma norma de orientação clínica. Pela análise destes estudos observou-se que a associação de dapagliflozina é eficaz na redução da hemoglobina glicada e do peso corporal, comparativamente a outras classes de antidiabéticos orais, sem aumento do risco de desenvolvimento de hipoglicemia. Os efeitos secundários mais frequentemente descritos, com a utilização deste fármaco, foram o aumento da prevalência de infeções do trato urinário e do trato genital, principalmente em mulheres. A dapagliflozina parece ter um efeito neutro em temos de morbimortalidade cardiovascular. Não está ainda clarificada a relação da sua utilização com o aumento do risco de desenvolvimento de cancro.
Conclusões: Não foram encontrados dados suficientes que permitam afirmar que a associação de dapagliflozina à metformina seja superior à associação de metformina com as restantes classes de antidiabéticos orais existentes no mercado em termos de benefícios para o doente (SORT C). São necessários mais estudos que permitam avaliar a longo prazo os efeitos da dapagliflozina em termos de eficácia, segurança e morbimortalidade, assim como a manutenção dos resultados obtidos com esta associação de fármacos.

Palavras-chave


Dapagliflozina; Metformina; Diabetes mellitus tipo 2

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v33i3.12163

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2017 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar