A prevenção quaternária contra os excessos da medicina

Autores

  • Miguel Melo Médico de Família - RRE Fânzeres, SRS do Porto

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v23i3.10361

Palavras-chave:

Prevenção Quaternária, Epidemiologia Clínica

Resumo

Todos os cuidados médicos, incluindo os preventivos, têm o potencial de provocar prejuízo ao doente. A intervenção médica excessiva é uma ameaça para o doente que contacta com o Sistema de Saúde. A prevenção Quaternária, ao identificar os doentes submetidos a estas intervenções médicas excessivas, previne o sofrimento e a iatrogenia. Neste artigo são discutidos os factores associados a cuidados médicos excessivos bem como as condições favorecedoras à aplicação de Prevenção Quaternária.

Downloads

Publicado

2007-05-01

Como Citar

Melo, M. (2007). A prevenção quaternária contra os excessos da medicina. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 23(3), 289–93. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v23i3.10361

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)