O rastreio de cancro da mama na noruega parece reduzir a mortalidade, mas apenas um terço dessa redução é atribuível à mamografia

Autores

  • Bruno Heleno USF Conchas - ACES Lisboa Norte Faculdade de Ciências Médicas - Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v26i6.10805

Downloads

Publicado

2010-11-01

Como Citar

Heleno, B. (2010). O rastreio de cancro da mama na noruega parece reduzir a mortalidade, mas apenas um terço dessa redução é atribuível à mamografia. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 26(6), 615–7. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v26i6.10805

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>