Projecto «Terapêutica por Infiltração Local com Corticosteróides nas Doenças Reumáticas Periarticulares na USF Marginal» - Da ideia à acção

Autores

  • Ana Rita Ferreira Interna de Medicina Geral e Familiar USF Marginal (ACES Cascais)
  • Eunice Carrapiço Interna de Medicina Geral e Familiar USF Marginal (ACES Cascais)
  • José Bravo Pimentão Médico responsável pelo Sector de Técnicas do Serviço de Reumatologia, Hospital Egas Moniz (Centro Hospitalar Lisboa Ocidental)

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v28i3.10942

Palavras-chave:

Infiltrações, Corticosteróides, Cuidados de Saúde Primários, Inovação Técnico-organizacional

Resumo

Introdução: Em Portugal as doenças reumáticas têm um elevado peso socioeconómico e são causa de 16-23% das consultas em cuidados de saúde primários (CSP). As infiltrações músculo-esqueléticas são consideradas importantes adjuvantes na abordagem da doença periarticular. Vários autores consideram que as técnicas de infiltração músculo-esquelética poderão ser realizadas pelo médico de família desde que tenha a formação necessária. Objectivo: Introduzir uma inovação técnico-organizacional na Unidade de Saúde Familiar (USF) Marginal a fim de disponibilizar aos utentes a opção de tratamento com infiltração local de corticosteróides em situações definidas de doenças reumáticas periarticulares. Métodos: O projecto inclui: a) revisão baseada na evidência da efectividade das infiltrações de corticosteróides em sete localizações em CSP e revisão narrativa das técnicas de execução, das contra-indicações, efeitos adversos e informação para os utentes; b) a realização de estágios de 50 horas das autoras no Hospital Egas Moniz para aquisição de competências na realização das técnicas; c) apresentação, discussão e operacionalização do projecto na USF Marginal; d) avaliação semestral da execução do projecto, factores facilitadores, dificuldades e deficiências, aceitabilidade pela equipa, resultados terapêuticos obtidos, efeitos adversos verificados e satisfação dos doentes. Resultados: O projecto foi oficialmente apresentado à equipa de profissionais da USF Marginal em Janeiro de 2011. Foi operacionalizado um circuito de referenciação interna e constituída uma micro-equipa multiprofissional. Até 31 de Outubro de 2011 foram realizadas 74 infiltrações. Houve boa aceitabilidade do projecto pelos profissionais da USF Marginal. Os resultados clínicos de autopercepção de melhoria têm sido favoráveis. Discussão/Conclusão: O projecto evidencia uma opção terapêutica relativamente simples e segura com boa relação custo-efectividade no conjunto das localizações seleccionadas. Este projecto parece apresentar vantagens para: o doente, o médico de família, a equipa de CSP, a articulação e complementaridade dos diferentes níveis de cuidados, o Serviço Nacional de Saúde e a sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-05-01

Como Citar

Ferreira, A. R., Carrapiço, E., & Pimentão, J. B. (2012). Projecto «Terapêutica por Infiltração Local com Corticosteróides nas Doenças Reumáticas Periarticulares na USF Marginal» - Da ideia à acção. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 28(3), 202–10. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v28i3.10942