Enurese em crianças portuguesas - Prevalência e relação com hábitos de sono e pesadelos

Autores

  • Catarina Azevedo Gomes Assistente em Medicina Geral e Familiar, USF Bom Porto
  • Sílvia Henriques Assistente em Medicina Geral e Familiar, USF Porta do Sol
  • Alexandra Tavares Assistente em Medicina Geral e Familiar, USF Veiga do Leça
  • Clara Fonseca Assistente em Medicina Geral e Familiar, USF Garcia de Orta

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v28i5.10967

Palavras-chave:

Enurese, Prevalência, Crianças, Hábitos de Sono, Pesadelos

Resumo

Objectivos: Determinar a prevalência de enurese em crianças portuguesas com 5 e 6 anos de idade; verificar se existe associação entre enurese e hábitos de sono e ocorrência de pesadelos. Tipo de estudo: Estudo observacional analítico transversal. Local: Região Norte de Portugal. População: Crianças com 5 e 6 anos de idade, inscritas em 30 centros de saúde da região Norte de Portugal. Métodos: Amostra aleatória simples estratificada não proporcional de 1599 crianças. Aplicou-se um questionário que incidiu sobre a história pessoal e familiar de enurese, hábitos de sono e pesadelos. Para a análise dos dados foram utilizados os testes de Qui-quadrado e t de Student. Foram calculados os odds ratio brutos e ajustados por modelo de regressão logística. O nível de significância adoptado foi de 0,05. Resultados: A prevalência de enurese encontrada foi de 16,4% (IC95%: 14,6-18,2%). Verificou-se associação estatisticamente significativa entre enurese, sexo masculino, história familiar de enurese nos progenitores e ocorrência de pesadelos. Não se verificou associação estatisticamente significativa entre enurese e hábitos de sono (dormir sozinho, adormecer sozinho, dormir com a luz acesa ou utilizar objecto de transferência). Conclusões: A prevalência de enurese encontrada é sobreponível à de outros trabalhos onde foi adoptada a mesma definição de enure- se e a mesma faixa etária. A associação da enurese com o sexo masculino e a história familiar é também uniforme em toda a bibliografia. Este estudo acrescenta evidência a favor de associação entre enurese e pesadelos. Quanto à relação da enurese com os hábitos de sono, vem apoiar a hipótese de serem condições independentes, embora possa existir algum viés de informação.

Downloads

Publicado

2012-09-01

Como Citar

Gomes, C. A., Henriques, S., Tavares, A., & Fonseca, C. (2012). Enurese em crianças portuguesas - Prevalência e relação com hábitos de sono e pesadelos. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 28(5), 338–42. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v28i5.10967

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>