O efeito da manga da roupa na medição da pressão arterial: revisão baseada na evidência

Autores

  • J. Callegaro 1Médico Interno de Medicina Geral e Familiar. Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados da Buraca, ACES Amadora (UCSP Buraca).
  • M. Lima Médica Interna (ano comum). Hospital Fernando da Fonseca – estágio em Cuidados de Saúde Primários na UCSP Buraca
  • C. Nunes Médica Assistente de Medicina Geral e Familiar. Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados da Buraca, ACES Amadora (UCSP Buraca).

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v32i3.11790

Palavras-chave:

Medição da Pressão Arterial, Roupa

Resumo

Objetivos: Rever a evidência disponível referente à medição da pressão arterial aferida sobre a roupa quando comparada à aferida sobre o braço despido e avaliar se os resultados suportam a medição da pressão arterial sobre o braço vestido. Fontes de dados: PubMed, SciELO, Cochrane Library, LILACS, BIREME, TRIP Database, Bandolier, Index de Revistas Médicas Portuguesas. Métodos: Pesquisa por meta-análises, revisões sistemáticas, ensaios clínicos aleatorizados e controlados, nas línguas inglesa e portuguesa, sem data limite de publicação, utilizando os termos MeSH blood pressure determination e clothing e, em português, “medição da pressão arterial” e “roupa”. Para a atribuição dos níveis de evidência e forças de recomendação foi usada a escala Strenght of Recommendation Taxonomy (SORT), da American Family Physician. Resultados: Foram encontrados 69 artigos no total, cinco foram excluídos por serem repetidos, 53 após a leitura do título por não estarem relacionados diretamente com o tema e cinco após leitura do resumo. Os seis artigos selecionados para a leitura integral cumpriam com os critérios de inclusão. Foram, assim, incluídos seis artigos, todos ensaios clínicos controlados, perfazendo um total de 1.213 indivíduos estudados. Conclusões: Os estudos não encontraram significado estatístico nas variações encontradas nos resultados da pressão arterial, tanto na componente sistólica quanto na diastólica, ao comparar a aferição sobre a roupa com a aferição sobre o braço despido. Apesar de um estudo ter apontado diferenças que poderiam ser relevantes no grupo dos pacientes com pressão arterial elevada, estudos posteriores não encontraram diferença estatística significativa neste grupo.

Downloads

Publicado

2016-05-01

Como Citar

Callegaro, J., Lima, M., & Nunes, C. (2016). O efeito da manga da roupa na medição da pressão arterial: revisão baseada na evidência. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 32(3), 188–96. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v32i3.11790