Uma etiologia incomum de síndroma de má absorção

Autores

  • Beatriz Pavão Braga
  • Nuno Almeida Serviço de Medicina Interna do Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, E.P.E.
  • Clara Paiva Serviço de Medicina Interna do Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, E.P.E.

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v35i6.12269

Resumo

A má absorção implica um desequilíbrio mantido entre a disponibilidade e as necessidades de nutrientes, podendo resultar de defeitos congénitos nos sistemas transportadores da membrana do epitélio do intestino delgado, de defeitos adquiridos na superfície absortiva epitelial, ou mesmo devido a alteração na digestão de nutrientes no lúmen intestinal ou no lado digestivo terminal da membrana das células epiteliais da mucosa. O olmesartan medoxomilo é um antagonista dos recetores da angiotensina II, aprovado para o tratamento da hipertensão arterial. Descreve-se o caso de um adulto que apresentou síndroma de má absorção atribuído a olmesartan medoxomilo.

Biografia Autor

Beatriz Pavão Braga

Serviço de Medicina Interna do Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, E.P.E.

Downloads

Publicado

2019-12-26

Como Citar

Braga, B. P., Almeida, N., & Paiva, C. (2019). Uma etiologia incomum de síndroma de má absorção. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 35(6), 508–11. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v35i6.12269

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)