Doença Celíaca, Gastrite Atrófica Autoimune e Helicobacter pylori na Anemia Refratária ao Ferro Oral

Autores

  • Ana Carolina Teixeira USF Arco do Prado
  • Hugo Ribeiro USF Barão do Corvo
  • Helena Moreno USF Arco do Prado
  • Cláudio Martins USF Arco do Prado
  • Sandra Magano Silva USF Arco do Prado
  • Alexandra Rafael USF Arco do Prado
  • Daniel Canelas USF Barão do Corvo
  • Margarida Badior Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho
  • Teresa Melo Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho
  • Henrique Coelho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v35i3.12295

Resumo

Objetivos: Identificar o número de casos positivos para doença celíaca (DC), gastrite atrófica autoimune (GAAI) e infeção por Helicobacter pylori (Hp) em doentes com anemia ferropénica refratária ao ferro oral (ARF).

Tipo de estudo: observacional longitudinal retrospetivo.

Local: Serviço de Hematologia do Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho

População: Doentes observados em primeira consulta por ARF entre 2011 e 2016.

Métodos: Recolha de dados através do processo clínico eletrónico (dados sociodemográficos, origem do pedido de consulta e dos métodos complementares de diagnóstico). Análise descritiva realizada no programa Microsoft Excel 2016®.

Resultados: Identificaram-se 48 casos de ARF (9,3% das anemias ferropénicas), dos quais metade efetuou rastreio completo com pesquisa de DC, GAAI e infeção por Hp, 19 doentes realizaram apenas para uma ou duas das entidades do estudo e 5 doentes não fizeram este rastreio.

Em termos globais, e considerando apenas aqueles que fizeram despiste de pelo menos uma das entidades clínicas do estudo (n=43) verifica-se que a prevalência de DC foi de aproximadamente 4,7%, de GAAI de 14% e a infeção por Hp de 30,2%. Foi impossível avaliar a resposta à erradicação com Hp, uma vez que dos 13 casos identificados esta foi desconhecida em 6 casos. Dos 7 casos conhecidos, o efeito da erradicação do Hp sobre a anemia foi resolutivo em apenas um doente.

Conclusão: Os nossos resultados identificaram numa elevada percentagem de doentes com ARF a existência de GAAI e infecção por HP, o que está de acordo com o referido em estudos internacionais, reforçando o papel destas entidades no desenvolvimento da ARF na população portuguesa. Este estudo reforça a importância do despiste da doença celíaca, gastrite atrófica autoimune e infeção por Helicobacter pylori nos casos de ARF.

Downloads

Publicado

2019-07-01

Como Citar

Teixeira, A. C., Ribeiro, H., Moreno, H., Martins, C., Silva, S. M., Rafael, A., Canelas, D., Badior, M., Melo, T., & Coelho, H. (2019). Doença Celíaca, Gastrite Atrófica Autoimune e Helicobacter pylori na Anemia Refratária ao Ferro Oral. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 35(3), 197–202. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v35i3.12295