Um caso exuberante de eritema nodoso associado a desogestrel

Autores

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v37i3.12802

Palavras-chave:

Eritema nodoso, Etiologia, Anticoncecionais

Resumo

Introdução: O eritema nodoso consiste numa erupção cutânea eritematosa aguda, do tipo nodular, que habitualmente se encontra limitada à face anterior das pernas. As principais causas são as infeções estreptocócicas nas crianças e as infeções estreptocócicas e a sarcoidose nos adultos.

Descrição do caso: Os autores apresentam o caso de uma mulher de 33 anos, encaminhada a partir do serviço de urgência por poliartralgias com uma semana de evolução, às quais se associou o aparecimento de nódulos eritematosos dolorosos nos membros inferiores, sugestivos de eritema nodoso. Descreve-se todo o estudo e acompanhamento realizado em consulta de medicina interna, com identificação da etiologia, a toma de desogestrel com exclusão de outras etiologias possíveis.

Comentário: O quadro clínico teve uma evolução favorável, com resolução completa dos sintomas e das lesões cutâneas, após esclarecimento etiológico e abordagem terapêutica em conformidade.

Biografias Autor

Filipa Sofia Silva, Centro Hospitalar de Setúbal, EPE

Interna de Formação Específica de Medicina Interna

Pedro Carreira, Centro Hospitalar de Setúbal, EPE

Assistente Hospitalar de Medicina Interna

Sónia Serra, Centro Hospitalar de Setúbal, EPE

Assistente Hospitalar Graduado de Medicina Interna

Downloads

Publicado

2021-07-02

Como Citar

Silva, F. S., Carreira, P., & Serra, S. (2021). Um caso exuberante de eritema nodoso associado a desogestrel. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 37(3), 243–7. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v37i3.12802