Diabéticos fumadores: uma população de elevado risco que muito beneficia em deixar de fumar

Autores

  • Luis Rebelo

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v37i4.13106

Palavras-chave:

Diabetes mellitus, Tabagismo, Cessação tabágica, Prevenção.

Resumo

A relação entre a diabetes e o tabagismo é há muito conhecida. Estima-se que um em cada cinco diabético seja fumador, acrescentando ao risco cardiovascular base da sua doença também este por definição evitável. Por outro lado, os fumadores têm também maior risco de vir a apresentar diabetes.

É fundamental levar as pessoas com diabetes a não fumar ou se o fizerem a abandonar o hábito. Este grupo deve ser prioritário nos programas de cessação tabágica.

Biografia Autor

Luis Rebelo

Doutorado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa em 1996;
Responsável pela Consulta de Cessação Tabágica da USF do Parque desde 2002; 
Professor auxiliar na Faculdade de Medicina de Lisboa;

Referências

Roderick P, Turner V, Readshaw A, Dogar O, Siddiqi K. The global prevalence of tobacco use in type 2 diabetes mellitus patients: a systematic review and meta-analysis. Diabetes Res Clin Pract. 2019;154:52-65.

Observatório da Diabetes. Diabetes: factos e números – o ano de 2015 (relatório anual do Observatório Nacional da Diabetes) [Internet]. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Diabetologia; 2016. Available from: https://www.sns.gov.pt/wp-content/uploads/2017/03/OND-2017_Anexo2.pdf

Instituto Nacional de Estatística. Inquérito nacional de saúde 2019. Lisboa: INE; 2020.

Direção-Geral da Saúde. Programa nacional para a prevenção e controlo do tabagismo [Internet]. Lisboa: DGS; 2019. Available from: https://www.sns.gov.pt/wp-content/uploads/2019/11/RelatorioTabaco2019.pdf.pdf

Pan A, Wang Y, Talaei M, Hu FB. Relation of smoking with total mortality and cardiovascular events among patients with diabetes mellitus: a meta-analysis and systematic review. Circulation. 2015;132(19):1795-804.

Pan A, Wang Y, Talaei M, Hu FB, W T. Relation of active, passive, and quitting smoking with incident type 2 diabetes: a systematic review and meta-analysis. Lancet Diabetes Endocrinol. 2015;3(12):958-67.

U.S. Department of Health and Human Services. The health consequences of smoking – 50 years of progress: a report of the Surgeon General [Internet]. Atlanta: Centers for Disease Control and Prevention, National Center for Chronic Disease Prevention and Health Promotion, Office on Smoking and Health, 2014. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK179276/

Purcell K, Greenhalgh EM, Winstanley MH. Smoking and diabetes. In: Scollo MM, Winstanley MH, editors. Tobacco in Australia: facts and issues. Melbourne: Cancer Council Victoria; 2020. chapter 3.16.

Keith RJ, Riggs DW, Conklin DJ, Lorkiewicz P, Srivastava S, Bhatnagar A, et al. Nicotine metabolism in adults with type 2 diabetes. Nicotine Tob Res. 2019;21(6):846-9.

Hunter New England Area Health Service. Drug interactions with smoking. Sidney: HNEAHS; 2008.

Lucas C, Martin J. Smoking and drug interactions. Aust Prescr. 2013;36:102-4.

Downloads

Publicado

2021-09-14

Como Citar

Rebelo, L. (2021). Diabéticos fumadores: uma população de elevado risco que muito beneficia em deixar de fumar. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 37(4), 373–6. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v37i4.13106