Utilização de escalas de avaliação geriátrica no ACeS Oeste Norte: trabalho de melhoria contínua da qualidade

Autores

  • Ana Rita Fontes da Costa USF Tornada https://orcid.org/0000-0003-0766-9631
  • Marina Oliveira Martins Médica Assistente de Medicina Geral e Familiar. UCSP Pelicano Real. Caldas da Rainha, Portugal.
  • Ana Isabel Costa Medeiros Sá Rego Médica Assistente de Medicina Geral e Familiar. USISM. São Miguel, Açores, Portugal.
  • Sofia da Silveira Luz Caiado Ferrão Médica Interna de Medicina Geral e Familiar. USF Global. Nazaré, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v38i2.13112

Palavras-chave:

Avaliação geriátrica, Saúde de idosos, Melhoria da qualidade

Resumo

Introdução: O crescimento da população idosa em Portugal é uma realidade importante. A avaliação do idoso engloba a utilização de escalas próprias validadas, sistematizando e facilitando o trabalho do profissional de saúde. Os autores têm a perceção de que existe pouca utilização de escalas geriátricas apropriadas na avaliação global do idoso. Os objetivos do estudo são: avaliar o conhecimento dos médicos do ACeS Oeste Norte relativamente a escalas de avaliação geriátrica; melhorar o conhecimento dos médicos do ACeS Oeste Norte relativamente a estas escalas; avaliar se se verificou melhoria no conhecimento dos médicos do ACeS Oeste Norte relativamente a estas escalas após a aplicação de estratégias de divulgação de informação.

Métodos: Estudo de melhoria contínua da qualidade pré-experimental, aplicado aos médicos internos de formação específica e especialistas de medicina geral e familiar do ACeS Oeste Norte, de tipo pré e pós-intervenção, integrando um ciclo de avaliação e melhoria, sem grupo de controlo.

Resultados: A maioria dos médicos raramente aplica escalas geriátricas na prática clínica. Após a intervenção verificou-se um aumento da frequência de aplicação das escalas. Registou-se uma melhoria estatisticamente significativa após a intervenção (p<0,05) em sete das nove questões colocadas.

Conclusão: A aplicação de escalas de avaliação geriátrica é facilitadora do processo de decisão ao longo da avaliação dos utentes. Procurou-se colmatar erros que existam nesta área, promovendo uma contínua melhoria da qualidade dos serviços de saúde.

Biografias Autor

Marina Oliveira Martins, Médica Assistente de Medicina Geral e Familiar. UCSP Pelicano Real. Caldas da Rainha, Portugal.

Médica Assistente de Medicina Geral e Familiar. UCSP Pelicano Real. Caldas da Rainha, Portugal.

Ana Isabel Costa Medeiros Sá Rego, Médica Assistente de Medicina Geral e Familiar. USISM. São Miguel, Açores, Portugal.

Médica Assistente de Medicina Geral e Familiar. USISM. São Miguel, Açores, Portugal.

Sofia da Silveira Luz Caiado Ferrão, Médica Interna de Medicina Geral e Familiar. USF Global. Nazaré, Portugal.

Médica Interna de Medicina Geral e Familiar. USF Global. Nazaré, Portugal.

Referências

Corselli-Nordblad L, Strandell H. Ageing Europe: looking at the lives of older people in the EU. Luxembourg: Publications Office of the European Union; 2020. ISBN 9789276215202

Veríssimo MT, editor. Geriatria fundamental: saber e praticar. Lisboa: Lidel; 2014. ISBN 9789897520563

Apóstolo JL. Instrumentos para avaliação em geriatria (geriatric instruments). Coimbra: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra; 2012.

Duque AS, Gruner H, Clara JG, Ermida, JG, Veríssimo MT. Avaliação geriátrica [Internet]. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Medicina Interna; s.d. Available from: https://www.spmi.pt/docs_nucleos/GERMI_36.pdf

Pilotto A, Cella A, Pilotto A, Daragjati J, Veronese N, Musacchio C, et al. Three decades of comprehensive geriatric assessment: evidence coming from different healthcare settings and specific clinical conditions. J Am Med Dir Assoc. 2017;18(2):192.e1-11.

Soulis G, Kotovskaya Y, Bahat G, Duque S, Gouiaa R, Ekdahl AW, et al. Geriatric care in European countries where geriatric medicine is still emerging. Eur Geriatr Med. 2021;12(1):205-11.

Di Patrizio P, Blanchet E, Perret-Guillaume C, Benetos A. Quelle utilisation les médecins généralistes font-ils des tests et échelles à visée gériatrique? [What use general practitioners do they tests and scales referred to geriatric?]. Geriatr Psychol Neuropsychiatr Vieil. 2013;11(1):21-31. French

Ogrinc G, Armstrong GE, Dolansky MA, Singh MK, Davies L. SQUIRE-EDU (Standards for QUality Improvement Reporting Excellence in Education): publication guidelines for educational improvement. Acad Med. 2019;94(10):1461-70.

Downloads

Publicado

2022-04-29

Como Citar

Fontes da Costa, A. R. ., Martins, M. O., Rego, A. I. C. M. S., & Ferrão, S. da S. L. C. (2022). Utilização de escalas de avaliação geriátrica no ACeS Oeste Norte: trabalho de melhoria contínua da qualidade. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 38(2), 231–8. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v38i2.13112