Medicina centrada na pessoa: validação populacional de um instrumento de medida pela pessoa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v38i3.13218

Palavras-chave:

Medicina centrada na pessoa, Adaptação transcultural, Validação, Questionário, Consulta médica

Resumo

Objetivos: Adaptar e validar culturalmente para a língua portuguesa (de Portugal) o Questionário Perceção do Cuidado Centrado na Pessoa (PCCP), de Moira Stewart, com uma consistência interna descrita de 0,8 (alfa de Cronbach).

Métodos: Foram realizadas a tradução do PCCP para a língua portuguesa, a análise por especialistas médicos, a retro-tradução e a medição do grau de legibilidade. Um estudo observacional multicêntrico foi realizado em quasi-aleatorização numa amostra de conveniência de pessoas que compareceram a consultas de medicina geral e familiar, a quem foi aplicado o Questionário PCCP, bem como a avaliação epidemiológica (género, idade e formação académica). A consistência interna, pelo alfa de Cronbach, e a análise estatística descritiva e inferencial foram feitas para o nível de significância p<0,01.

Resultados: O Questionário PCCP demonstrou uma consistência interna aceitável, sendo o alfa de Cronbach global de 0,72, variando entre 0,69 e 0,72. As correlações item-total variaram entre 0,32 e 0,65. O teste F foi de 32343,09, p<0,001 e a fiabilidade de ρ=0,96; p<0,001. O Índice de Flesch revelou que o questionário é de fácil legibilidade. Em n=570, 36,8% eram mulheres, 17,0% menores de 35 anos e 48,9% apresentavam o sexto ano de formação académica. A média±dp do total da pontuação foi de 32,7±3,7 e a mediana 33, num mínimo de 13 e máximo de 36 pontos. Não foram encontradas diferenças na análise por género (p=0,73), idade (p=0,57) e formação académica (p=0,44) para a pontuação total média do PCCP.

Conclusão: O Questionário PCCP foi adaptado transculturalmente e revelou ser de fácil compreensão. Apresentou um valor adequado de alfa de Cronbach (α=0,72), apesar de ligeiramente inferior ao da versão inglesa (α=0,80). É agora possível estudar a perceção pela pessoa da prática de uma medicina centrada na pessoa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Beatriz Margarida Coelho, Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra

Estudante do Mestrado Integrado em Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra

Luiz Miguel Santiago, Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra

Professor Associado com Agregação, Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Consultor, Assistente Graduado Sénior em Medicina Geral e Familiar.

Referências

Sacristán JA. Patient-centered medicine and patient-oriented research: Improving health outcomes for individual patients. BMC Med Inform Decis Mak. 2013;13:6.

Fuzikawa AK. O método clínico centrado na pessoa: um resumo [Internet]. Belo Horizonte: [s.n.]; 2013. Available from: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3934.pdf

Armstrong D. The invention of patient-centred medicine. Soc Theory Health. 2011;9(4):410-8.

Santiago LM, Simões JA, Vale M, Faria E, Ferreira PL, Rosendo I. Auto perceção do desempenho da medicina centrada na pessoa em medicina geral e familiar: criação de um instrumento de medição [Self-awareness of performing patient-centered medicine in general practice / family medicine: development of a measurement scale]. Acta Med Port. 2020;33(6):407-14. Portuguese

Ribeiro MM, Amaral CF. Medicina centrada no paciente e ensino médico: a importância do cuidado com a pessoa e o poder médico [Patient-centered care and medical teaching: the importance of caring and sharing]. Rev Bras Educ Med. 2008;32(1):90-7. Portuguese

Stewart M, Brown JB, Weston WW, McWhinney IR, McWilliam CL, Freeman TR. Medicina centrada na pessoa: transformando o método clínico. 3a ed. São Paulo: Artmed; 2017. ISBN 9788582714249

Rathert C, Wyrwich MD, Boren SA. Patient-centered care and outcomes: a systematic review of the literature. Med Care Res Rev. 2013;70(4):351-79.

Hudon C, Fortin M, Haggerty JL, Lambert M, Poitras ME. Measuring patients’ perceptions of patient-centered care: a systematic review of tools for family medicine. Ann Fam Med. 2011;9(2):155-64.

Santiago LM, Reis AF, Botas PC, Pereira CD. Medicina centrada no paciente e capacitação do consulente medicina geral e familiar [Patient-centered medicine and enablement in the general practice / family medicine setting]. Rev ADSO. 2015;3(5):19-32. Portuguese

Rodrigues TF. Medicina centrada na pessoa: validação concorrente com capacitação [dissertation]. Coimbra: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra; 2019. Available from: http://hdl.handle.net/10316/89638

Teixeira JP. Medicina centrada na pessoa: validação concorrente com qualidade de vida [dissertation]. Coimbra: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra; 2019. Available from: http://hdl.handle.net/10316/89577

Rodrigues TJ. Medicina centrada na pessoa: validação concorrente com empatia [dissertation]. Coimbra: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra; 2019. Available from: http://hdl.handle.net/10316/89895

Sousa VD, Rojjanasrirat W. Translation, adaptation and validation of instruments or scales for use in cross-cultural health care research: a clear and user-friendly guideline. J Eval Clin Pract. 2011;17(2):268-74.

Tavakol M, Dennick R. Making sense of Cronbach’s alpha. Int J Med Educ. 2011;2:53-5.

EUROSTAT. Population by educational attainment level, sex and age (%): main indicators [homepage]. Luxembourg: Data.Europe.eu; 2021 [updated 2021 Oct 18; cited 2021 Mar 9]. Available from: https://data.europa.eu/euodp/pt/data/dataset/HA5UsYsTAfaaAzvTpow

Bertakis KD, Franks P, Epstein RM. Patient-centered communication in primary care: physician and patient gender and gender concordance. J Womens Health. 2009;18(4):539-45.

Bertakis KD, Azari R. Patient gender and physician practice style. J Womens Health. 2007;16(6):859-68.

Bertakis KD, Azari R. Patient-centered care: the influence of patient and resident physician gender and gender concordance in primary care. J Womens Health. 2012;21(3):326-33.

Kuluski K, Reid RJ, Baker GR. Applying the principles of adaptive leadership to person-centred care for people with complex care needs: considerations for care providers, patients, caregivers and organizations. Health Expect. 2021;24(2):175-81.

Downloads

Publicado

2022-07-07

Como Citar

Coelho, B. M., & Santiago, L. M. (2022). Medicina centrada na pessoa: validação populacional de um instrumento de medida pela pessoa. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 38(3), 247–56. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v38i3.13218

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 > >>