Avaliação dos hábitos alimentares nos cuidados de saúde primários: uma ferramenta de apoio à prática clínica

Autores

  • Catarina Metelo-Coimbra Unidade de Saúde Familiar Santa Justa
  • Ana Cecília Barbosa USF Uma Ponte Para a Saúde, ACeS Santo Tirso/Trofa
  • Ana Cláudia Paiva USF São João de Sobrado, ACeS Maia/Valongo
  • Ana Sofia Tadeu USF Ponte Velha, ACeS Santo Tirso/Trofa
  • Nuno Junqueira Neto USF Lidador, ACeS Maia/Valongo

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v38i5.13387

Palavras-chave:

Hábitos alimentares, Balanço energético, Atividade física, Intervenção Breve, Prevenção, Cuidados de saúde primários

Resumo

Introdução: A prevalência do excesso de peso e obesidade tem vindo a aumentar nas últimas décadas, atingido cerca de 60% da população portuguesa. Estas patologias associam-se a elevada morbimortalidade, traduzindo-se num incremento de custos em saúde. Os cuidados de saúde primários (CSP) são responsáveis por intervir preventivamente junto da população, promovendo estilos de vida saudáveis.

Objetivo: Criar uma ferramenta informática de apoio à prática clínica que permita ao médico de família (MF) abordar, de forma interativa e personalizada, o excesso de peso e a obesidade em adultos.

Métodos: A ferramenta foi idealizada para integrar o layout do SClínico®, sendo identificada através de botão alusivo à alimentação. O clique permitiria a abertura de um questionário dividido em duas partes. Inicialmente calcular-se-iam as necessidades energéticas diárias do indivíduo (em kcal), segundo o método de Harris-Benedict. De seguida, seria obtido um valor estimado do aporte calórico diário, através do registo de um diário alimentar de 24 horas. A conversão dos alimentos referidos pelo utente em kcal seria automática, com recurso a uma base de dados pré-existente. Após preenchimento, pela diferença entre as necessidades calóricas do indivíduo e o aporte dietético obter-se-ia o balanço diário em kcal. Este valor poderia ser apresentado ao utente como ponto de partida para intervenção breve pelo MF, diálogo sobre erros alimentares e reflexão acerca da dualidade consumo/gasto energético. A ferramenta permitiria ainda a consulta do histórico de registos prévios e a impressão de folhetos de educação para a saúde. Como principal obstáculo à sua implementação, os autores destacam o tempo limitado de consulta.

Discussão e Conclusão: As medidas antecipatórias e cuidados preventivos são prioridades nos CSP. A ferramenta proposta amplificaria os dados disponíveis para a intervenção breve pelo MF sobre os hábitos alimentares dos utentes, promovendo e melhorando a prática dessa abordagem nos CSP, em linha com os objetivos nacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

World Health Organization. Noncommunicable diseases country profiles 2018 [homepage]. Geneva: WHO; 2018. Available from: https://apps.who.int/iris/handle/10665/274512

NCD Risk Factor Collaboration. Worldwide trends in body-mass index, underweight, overweight, and obesity from 1975 to 2016: a pooled analysis of 2416 population-based measurement studies in 128·9 million children, adolescents, and adults. Lancet. 2017;390(10113):2627-42.

Direção-Geral da Saúde. A obesidade como doença crónica [homepage]. Lisboa: DGS; [s.d.; cited 2022 Feb 4]. Available from: https://www.dgs.pt/doencas-cronicas/a-obesidade.aspx

Gaio V, Antunes L, Namorado S, Barreto M, Gil A, Kyslaya I, et al. Prevalence of overweight and obesity in Portugal: results from the First Portuguese Health Examination Survey (INSEF 2015). Obes Res Clin Pract. 2018;12(1):40-50.

Lopes CT, Torres D, Oliveira A, Severo M, Alarcão V, Guiomar S, et al. Inquérito alimentar nacional e de atividade física, IAN-AF 2015-2016: relatório de resultados [Internet]. Porto: Universidade do Porto; 2017. ISBN 9789897461811. Available from: https://ian-af.up.pt/sites/default/files/IAN-AF%20Relat%C3%B3rio%20Resultados_0.pdf

Direção-Geral da Saúde. Manual de boas práticas literacia em saúde: capacitação dos profissionais de saúde. Lisboa: DGS; 2019. ISBN 9789726752882

Instituto Nacional de Estatística. Balança alimentar portuguesa, 2016-2020. Lisboa: INE; 2021. ISBN 9789892505633

Serviços Partilhados do Ministério da Saúde. SClínico - Cuidados de saúde primários: release notes da versão 2.4 [Internet]. Lisboa: SPMS; 2017. Available from: https://spms.min-saude.pt/wp-content/uploads/2017/07/SCLINICO-V-2.4-Release-Notes_0_4.pdf

Shinn C, Salgado R, Rodrigues D. National programme for promotion of physical activity: the situation in Portugal. Cienc Saude Colet. 2020;25(4):1339-48.

Ministério da Saúde. Acesso a cuidados de saúde nos estabelecimentos do SNS e entidades convencionadas: relatório anual [Internet]. Lisboa: Ministério da Saúde; 2021 [cited 2022 Feb 4]. Available from: https://www.acss.min-saude.pt/wp-content/uploads/2021/09/Relatorio-do-Acesso_VF.pdf

Serviços Partilhados do Ministério da Saúde. Risco nutricional: SClínico - Manual de utilizador, todos os perfis [Internet]. Lisboa: SPMS; 2019. Available from: https://alimentacaosaudavel.dgs.pt/activeapp2020/wp-content/uploads/2020/01/Manual-de-utilizador-Risco-Nutricional.pdf

Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável. Aconselhamento breve para a alimentação saudável nos cuidados de saúde primários: modelo de intervenção e ferramentas 2020 [Internet]. Lisboa: Direção-Geral da Saúde; 2020. Available from: https://nutrimento.pt/activeapp/wp-content/uploads/2021/01/PNPAS_aconselhamentobreve-.pdf

Queiroz MJ. SOAP revisitado [SOAP revisited]. Rev Port Clin Geral. 2009;25(2):221-7. Portuguese

Verbeke M, Schrans D, Deroose S, De Maeseneer J. The International Classification of Primary Care (ICPC-2): an essential tool in the EPR of the GP. Stud Health Technol Inform. 2006;124:809-14.

Harris JA, Benedict FG. A biometric study of human basal metabolism. Proc Natl Acad Sci U S A. 1918;4(12):370-3.

Bingham SA, Gill C, Welch A, Day K, Cassidy A, Khaw KT, et al. Comparison of dietary assessment methods in nutritional epidemiology: weighed records v. 24 h recalls, food-frequency questionnaires and estimated-diet records. Br J Nutr. 1994;72(4):619-43.

PortFIR. Tabela da composição de alimentos: plataforma Portuguesa de informação alimentar v. 4.0. Lisboa: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge; 2019.

Sousa JC. Quanto tempo é tempo bastante? [How long is long enough]. Rev Port Clin Geral. 2006;22(5):549-53. Portuguese

Fleming MF. Screening and brief intervention in primary care settings. Alcohol Res Health. 2004;28(2):57-62.

Ferreira B, Cordeiro T, Bento A. Integração dos nutricionistas no Serviço Nacional de Saúde em Portugal [Integration of nutritionists in Portugal's National Health Service]. Acta Port Nutr. 2017;(8):16-21. Portuguese

Downloads

Publicado

2022-11-09

Como Citar

Metelo-Coimbra, C., Barbosa, A. C., Paiva, A. C., Tadeu, A. S., & Junqueira Neto, N. (2022). Avaliação dos hábitos alimentares nos cuidados de saúde primários: uma ferramenta de apoio à prática clínica. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 38(5), 545–51. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v38i5.13387