[1]
Santos, I. 2021. Confusão das confusões: precisa-se que a argumentação seja lógica. Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar. 37, 5 (Nov. 2021), 389–91. DOI:https://doi.org/10.32385/rpmgf.v37i5.13359.